Rigor, Profissionalismo e Paixão

Rigor, Profissionalismo e Paixão

 

Basicamente a ideia resulta da evidente carência de oficinas especializadas na área dos "clássicos". Devido à especificidade desta atividade é necessário aliar seriedade, profissionalismo, transparência e participação do dono do carro. Referimos aqui o importante apelo do digníssimo Diretor Adelino Dinis – ver Editorial no Motor Clássico nº 7 de Setembro 2007 - por fazer as coisas com pés e cabeça de forma a honrar "uma série de deveres que acompanham o bem ou o serviço prestado, mediante uma série de garantias que prestam ao cliente."

As poucas oficinas respeitáveis na praça inspiraram-me a seguir o mesmo exemplo de uma dedicação plena respondendo à necessidade dos colecionadores encontrarem um lugar onde possam confiar o(s) seu(s) carro(s), por vezes ganhando mais atenção do que os próprios familiares!

 

 

Biblioteca Garage Hotchkiss

Temos um outro objetivo claro: documentar e partilhar conhecimentos que permitem salvar um sector em perigo. Cada dia desaparecem mais empresas e pessoas que levam consigo conhecimentos fundamentais, como, por exemplo, componentes de eletricidade (dínamos, bobinagem, platinados, distribuidores, condensadores, etc.), sistemas de travagem, caixas de velocidades (eletromagnéticas), sistemas de lubrificação, sistema 'burrinho' Weymann, etc.. etc...

A biblioteca virtual é atualizada regularmente. Agradecemos a todos o envio de documentos técnicos ou históricos em formato digital.

 

Como tudo começou


O fascínio pelos carros já vem do meu avô materno Jean Ketelslegers (1896 - 1973) que foi dos primeiros cidadãos após a primeira Grande Guerra a possuir um automóvel na Bélgica. No percurso da sua vida conduziu cerca de 80 marcas diferentes de carros culminando num Porsche Carrera 2.7 RS no início da década de 70, já que naquele tempo ainda era praticamente impossível na Bélgica ter um Ferrari, o carro que ele sonhara ter. Com 5 anos de idade (há já 45 anos) eu já vivia a emoção dos bons carros, com uma lembrança de viagens memoráveis. O meu pai, Martin Ulrix (1926-2008), também era um grande apreciador de carros desportivos, tendo passado por MGB, Mercedes 280SL Pagode, Alfa Romeo Spider 2000, Lancia Gamma Coupé, Ferrari Dino 246GT, Ferrari 328 GTs. A partir do momento em que os meus pés chegaram aos pedais (penso que com uns 12 anos) comecei a aproveitar, com a cumplicidade dos meus irmãos mais velhos e tantas vezes sem o pai saber, a condução em locais que naquele tempo estavam bem mais desimpedidos do que hoje. Tive a sorte de pertencer a uma geração que só viu os radares aparecerem após os nossos anos mais 'loucos'. Bons momentos.


Paixões que não esmorecem

Comecei a restaurar o meu primeiro Hotchkiss com a idade de 16 anos. Desde o princípio fiquei impressionado com a qualidade e fiabilidade da marca. A minha ocupação profissional (engenharia civil, arquitetura, consultoria) e constituição de família absorveram todo o meu tempo desde a minha emigração para Portugal em 1988. Só no ano 2000 o "bicho" dos carros voltou a morder e aos poucos voltei a juntar de novo uns carros, com a cumplicidade da minha maior paixão, entretanto esposa, Denise. Participamos, sempre juntos, nos mais diversos Ralis em Portugal e no estrangeiro. Graças à dinâmica de tantos clubes e à facilidade de comunicação hoje em dia conhecemos cada vez mais amigos e co-sofredores da mesma doença incurável mas enriquecedora. É de realçar o bom espírito do ACP Clássicos na pessoa do colega e amigo Luís Cunha.



Escolhas importantes

Em 2004 juntou-se à minha caminhada motorizada o jovem Fernando Cruz, mecânico de 'mão cheia' com um curriculum invejável: 6 anos na Garagem Ribamar (Campo de Ourique) com os fins de semana dedicados à competição (motocross, campeonato nacional de clássicos...), 14 anos na FIAT (Fórmula 4, Trovão e Quental, ECV), 4 anos na Alfa Romeo (Madrid - Lisboa). Quando conheci o Fernando em 2003 - surgiu-me a necessidade de fazer a grande revisão do meu Ferrari 348 TS (já por 2 vezes eu tinha feito a revisão com um mecânico com mais de 30 anos de oficina Ferrari nas mãos). Desafiei o Fernando a fazer a grande revisão e o resultado foi melhor do que eu podia esperar. Logo a seguir o Fernando passou a trabalhar na manutenção dos meus carros e a partir da enorme satisfação mútua surgiu a ideia do novo projeto chamado 'Garage Hotchkiss'. Sonhos por vezes se realizam.


 

 

Garage Hotchkiss:
 

Portfólio

Portfólio
Portfólio ver portfólio


Eventos

Eventos
Eventos ver eventos 


Biblioteca

Biblioteca
Biblioteca ver biblioteca


Serviços

Serviços
Serviços ver serviços





Portfólio de trabalhos:
 
bannerfolio2

Veja alguns dos trabalhos realizados

seta_blu_module Conheça o nosso Portfólio





Biblioteca:
 

Biblioteca

Ficheiros e documentos de interesse

Biblioteca Consulte a nossa Biblioteca